Após a morte de Prince, um cofre secreto com mais de 100 álbuns seus revelou um material inédito que possa ser de alto valor. Mas, e aí, o que se faz com esse tipo material quando o artista que o criou já morreu?

O cofre que continha todos os trabalhos na casa de Prince em Paisley Park acaba de ser aberto e perfurado. Esse material estava num cofre parecido com os de de bancos, e o quarto que armazenava o conteúdo foi descrito como uma grande sala debaixo da propriedade repleto de prateleiras com músicas inéditas de Prince.

Acredita-se que a propriedade abriga um acervo de álbuns que daria para lançar um disco por dia durante o próximo século inteiro. Em 2012, Prince participou do talkshow "The View" no qual afirmou: "Um dia alguém vai libertar esses discos. Eu não sei se vou lançá-los. Há realmente muita coisa!"

A propriedade do príncipe está atualmente sob a autoridade do Bremer Trust, uma empresa que deve gerir as finanças e rodo o material do artista, já que ele não deixou testamento. Embora o cofre tenha sido aberto, ainda não é totalmente claro o que vai acontecer com sua música daqui para frente.

Susan Rogers, ex-engenheiro do Prince, disse em uma matéria: "Poderíamos divulgar mais trabalho em um mês do que a maioria das pessoas faria em um ano ou mais."

A causa da morte de Prince, que ocorreu em 21 de abril, foi recentemente reconhecida como uma investigação criminal com a possibilidade de ter ocorrido uma overdose de drogas. Essa vertente tem aumentado devido aos medicamentos prescritos que foram encontrados no momento da morte do músico. Aguardemos os próximos capítulos.


O cofre de Prince, localizado em sua mansão, tem mais de 100 álbuns inéditos gravados pelo artista.